5G - Gemba, Gembutsu, Gentijsu, Genri, Gensoku

5G – Gemba, Gembutsu, Gentijsu, Genri, Gensoku

Primeiramente, 5G é uma metodologia para a descrição e análise de um fenômeno de perdas (defeitos, avarias, anomalias de funcionamento, etc.).

De acordo com De Queiroz e De Oliveira (2018), os princípios dos 5G são utilizados para identificar a causa raiz de um problema e eliminá-lo. Assim são eles: Gemba (lugar onde as coisas acontecem), Genbutsu (examinar o objeto – produto, máquina, ferramenta), Genjitsu (checar os fatos), Genri (análise dos princípios de funcionamento dos processos e seu conhecimento) e Gensoku (avaliação de procedimentos padrão). Ainda de acordo com o autor, através desses conceitos a descrição do problema realizada de modo a entender o problema em detalhe.

Portanto, ir ao local do problema é um dos temas mais importantes a serem destacados, é preciso entender de fato o que está acontecendo e deve ser uma das ferramentas iniciais na resolução dos problemas.

A metodologia 5G tem como objetivo estabelecer disciplina na sequência das atividades. Assim, a ferramenta consiste em:

  • Gemba: local onde o problema ocorre;
  • Gembutsu: examinar materiais envolvidos no problema;
  • Genjitsu: descrição precisa e quantificada do problema;
  • Genri: princípios mecânicos e físicos que regem a operação;
  • Gensoku: Padronização da operação.

Dessa forma, com esses cinco passos é possível em muitas situações identificar a causa raiz de um problema e eliminar sua ocorrência.

Descrevendo o problema utilizando o 5G …

O 5G é uma metodologia essencial cuja ênfase é descobrir a REALIDADE (não inferência) através de observação pessoal direta.

Cada “G” representa uma atitude do time de solução de problemas.

GEMBA: Ir para o local real. Atitude: Realizar observações “IN LOCO” do problema ao invés de declarações de técnicos/ operadores.

GEMBUTSU: Examinar o objeto real. Atitude: Medir ou analisar a(s) peças(s) com o problema.

GENJITSU: Checar fatos e figuras reais. Atitude: Analisar os registros relativos as peças com problema. Analisar histórico para descobrir “o que mudou/ quando mudou?”

GENRI: Referir-se a teoria ou padrão. Atitude: Consultar os documentos que definem o padrão técnico relativos a peça (desenho, especificações, ciclos de trabalhos, etc).

GENSOKU: Seguir o padrão operacional. Atitude: Verificar se o padrão técnico relativo a peça foi seguido durante sua produção.

O 5G serve para se chegar às conclusões reais de melhoria contínua e resolução de problemas através de observações diretas das condições atuais em que o trabalho está sendo realizado.

É uma prática aplicada durante a análise de um fator que está ocorrendo. Fase PLANEJAMENTO.

Portanto, baixe agora a planilha sobre 5G, clicando aqui!

TÚLIO MARTINS

2 comentários em “5G – Gemba, Gembutsu, Gentijsu, Genri, Gensoku”

Os comentários estão encerrado.